Paquistão consegue conter disseminação da gripe avícola

Um representante da Organização das Nações Unidas (ONU) disse hoje que o Paquistão conseguiu conter a disseminação da doença da influenza aviária. A doença matou milhares de frangos, mas não chegou a contaminar humanos naquele país."Até o momento, a informação que recebemos é de que a doença está sobre controle e o vírus foi contido, mas temos que ser muito cuidadosos", disse Omar Salah, representante da Organização para Alimentos e Agricultura (FAO) no Paquistão.O ministro da agricultura paquistanês, Sardar Yar Mohammed Rind, disse que não houve casos da influenza do tipo H5N1, que já matou pelo menos 19 pessoas na Ásia. Segundo ele, os plantéis nacionais foram contaminados pelos subtipos de vírus da influenza H-7 e H-9, que oferecem menos risco ao homem.De acordo com representantes da indústria de aves paquistanesa, cerca de 1,5 milhão a 3,5 milhão de frangos foram exterminados por causa da doença ao redor da cidade de Karachi, ao sul do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.