Paquistão contabiliza 34 mortos em ataque a mercado

Subiu para 34 o número de mortos em atentado num mercado popular frequentado por mulheres na cidade de Lahore, Paquistão. Segundo autoridades locais, as duas bombas acionadas por controle remoto deixaram outras 109 pessoas feridas.

AE-AP, Agencia Estado

07 de dezembro de 2009 | 19h55

O ataque, programado para ocorrer no momento de maior movimentação do Moon Market, deixou automóveis e lojas em chamas. Uma criança de dois anos está entre os mortos.

O ataque ao mercado aconteceu algumas horas após um homem-bomba suicida ter matado 10 pessoas na frente de um tribunal em Peshawar, cidade no norte do Paquistão.

Militantes islamitas têm conduzido uma série de ataques a bomba no Paquistão nas últimas semanas, à medida que o Exército pressiona uma ofensiva contra posições do movimento fundamentalista Taleban no noroeste paquistanês, perto da fronteira afegã. Mais de 400 pessoas foram mortas nos atentados no Paquistão nos últimos meses.

O Moon Market de Lahore tem lojas de roupas e calçados e é bastante frequentado por mulheres que vão ao local com seus filhos. Em outubro, um outro ataque a bomba contra um mercado frequentado por mulheres, em Peshawar, deixou 105 pessoas mortas. O ataque aconteceu enquanto a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, visitava o Paquistão.

Lahore é a segunda maior cidade do Paquistão e fica perto da fronteira com a Índia, no leste do país.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentadomercadomortos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.