Paquistão dará "toda ajuda" a Washington

O Paquistão aceitou colaborar com os Estados Unidos na guerra contra o terrorismo ?todas as vezes em que for pedida ajuda?, disse o secretário de Estado norte-americano, Colin Powell.Ao mesmo tempo, o chanceler paquistanês, Abdul Sattar, disse, em uma coletiva em Islamabad, que seu país respeitará as decisões do conselho de segurança das Nações Unidas que estabeleçam ações contra o terrorismo.Powell acrescentou que muitos países responderam afirmativamente ao chamado de respaldo para a guerra contra o terrorismo. ?Quero agradecer em particular ao presidente do Paquistão, general Pervez Musharraf, por nos haver assegurado ?toda ajuda possível?, disse Powell.O secretário de Estado não especificou quais as ajudas oferecidas, mas, segundo fontes da CNN, o Paquistão aceitou fechar as fronteiras com o Afeganistão e permitir aos caças norte-americanos sobrevoar o espaço aéreo paquistanês em uma eventual campanha contra o Afeganistão.Antes de entrar na reunião em Camp David com o presidente George Bush e os outros membros da equipe de segurança nacional, Powell disse que o trabalho de formar uma coalizão contra o terrorismo registra muitas adesões.Disse ainda que o objetivo não se restringe a encontrar e castigar os responsáveis pelos ataques de terça-feira, mas sim ?extirpar totalmente a maldição do terrorismo?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.