Paquistão diz que ataque contra rebeldes foi um sucesso

O Exército do Paquistão declarou nesta quarta-feira que a ofensiva de quatro meses realizada contra insurgentes na região tribal na fronteira com o Afeganistão foi um sucesso. Segundo estimativas dos militares, 1,1 mil combatentes foram mortos nas ações.

Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2014 | 11h56

Apesar disso, representantes paquistaneses acusaram o país vizinho de não fornecer apoio o suficiente para a operação. Segundo eles, os afegãos falharam ao não agir contra os rebeldes que fugiram pela fronteira.

Tais acusações não foram reafirmadas pelo major-general Asim Saleem Bajwa, porta-voz do Exército, que preferiu dizer apenas que os resultados da operação seriam maiores se houvesse cooperação do Afeganistão. Contudo, as críticas são comuns vindas de Islamabad, devido às relações tensas entre os dois países. O governo afegão ainda não respondeu oficialmente às acusações.

Em coletiva de imprensa, Bajwa disse que a ofensiva segue de acordo com os planos e que seu impacto tem sido sentido por todo o país, com uma diminuição "em ataques terroristas, extorsões e sequestros". Ele disse ainda que algumas regiões já estão livres dos insurgentes e que passam por reconstrução após a batalha. O militar não disse quando a operação seria encerrada. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.