Paquistão elege 1ª mulher como presidente do Parlamento

Fahmida Mirza é escolhida pela maioria oposicionista e ocupará lugar de aliado do presidente Pervez Musharraf

Efe e Associated Press,

19 de março de 2008 | 08h18

A deputada do Partido Popular do Paquistão (PPP) Fahmida Mirza foi escolhida nesta quarta-feira, 19, como presidente do Parlamento, cargo que será ocupado pela primeira vez por uma mulher no país. Fahmida, que obteve 249 de 324 votos, substituirá o atual presidente interino, Chaudhry Amir Hussain, que pertence à legenda que apóia o presidente do país, Pervez Musharraf. Hussain presidiu a sessão na qual a deputada do PPP venceu o candidato da oposição, Israr Tareen, que conseguiu 70 dos 319 votos dos parlamentares. A votação começou com quase uma hora de atraso e foi precedida pela leitura de algumas passagens do Alcorão. Fahmida tomou imediatamente posse do cargo e presidirá ainda nesta quarta a votação para escolher o vice-presidente da Câmara. Nascida na cidade de Karachi (sul) em 1956, Fahmida cresceu no seio de uma influente família da província de Sindh e foi escolhida como deputada pela terceira vez nas eleições de 18 de fevereiro. O marido de Fahmida é amigo de longa data de Asif Ali Zardari, viúvo da ex-primeira-ministra Benazir Bhuto e agora líder do Partido Popular do Paquistão.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoParlamentoFahmida Mirza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.