Paquistão faz busca por insurgentes após ataque próximo a consulado dos EUA

Há informações de que pelo menos, três homens abriram fogo contra o posto de controle

Efe

28 de agosto de 2010 | 07h15

ISLAMABAD - As forças de segurança paquistaneses realizam neste sábado uma operação de rastreamento de insurgentes na cidade de Peshawar (nordeste do país), depois que um grupo de homens armados atacou uma instalação militar próxima ao consulado americano, informou um porta-voz do exército.

O ataque aconteceu por volta das 6h locais (22h de Brasília), na região de Shama Chowk, quando pelo menos três homens abriram fogo contra o posto de controle, dando início a um tiroteio de pelo menos 20 minutos entre as forças de segurança e os insurgentes, segundo a Fonte.

"Parece que o objetivo dos insurgentes era atacar o consulado dos Estados Unidos em Peshawar, que se encontra perto do local", explicou o porta-voz militar, que acrescentou que os agressores fugiram, e por isso foi lançada uma operação de busca e captura.

De acordo com esta versão, ninguém morreu ou ficou ferido no tiroteio.

O ataque acontece em um momento de relativa calma na atividade insurgente no Paquistão, que desde o fim de julho sofre graves inundações que alagaram 20% do território.

Em abril, o consulado americano desta cidade já foi alvo de um atentado terrorista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.