Paquistão fecha fronteira com Afeganistão

O governo do Paquistão cessou todo o comércio e mandou mais policiais para reforçar a fiscalização naa fronteira com o Afeganistão, que foi fechada. Os paquistaneses podem apenas negociar comida com o país vizinho e os 1,2 milhão de refugiados afeganes estão presos em campos espalhados pelo país.Com exceção dos alimentos, nada mais passa pela fronteira afegane-paquistanesa. No entanto, muitos afeganes ainda tentam cruzar a fronteira, disse o oficial Farooq Shah.O fechamento da fronteira foi uma das várias exigências feitas ao Paquistão pelos Estados Unidos. Outras exigências incluem o uso do espaço aéreo e de solo paquistaneses, além do uso de material produzido pela inteligência do Paquistão.Esse material, supostamente, contém informação sobre o terrorista saudita Osama bin Laden, que vive no Afeganistão, e mentor dos atentados em Nova York e Washington, realizados na terça-feira passada.No domingo, os refugiados afeganes, que normalmente se movimentam livremente em território paquistanês, foram ordenados a ficar dentro dos limites de seus campos. O governo considera a medida preventiva, em razão dos possíveis ataques dos Estados Unidos contra o Afeganistão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.