Paquistão levou ''trote'' de suposto chanceler indiano

Um homem que fingia ser o ministro das relações exteriores da Índia, Pranab Mukherjee, fez um telefonema ao presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, com "tom ameaçador" durante os ataques terroristas a Mumbai, revelou o jornal paquistanês "Dawn". Por causa da ligação falsa, a Força Aérea do Paquistão entrou em estado de alerta máximo. Autoridades paquistanesas investigam a origem da chamada.Uma fonte do governo do Paquistão confirmou ontem a história e disse que "por meio de canais diplomáticos, a Índia informou o Paquistão que não havia sido o chanceler Mukherjee o autor do telefonema". "Agora o que precisa ser verificado é quem fez essa ligação ameaçadora."Segundo o jornal paquistanês que divulgou a história, o telefonema partiu de um número da capital da Índia, Nova Délhi. Funcionários indianos, porém, disseram que a identificação do telefone de origem pode ter sido falsificada.Um dia após o telefonema, autoridades paquistaneses alertaram que Islamabad suspenderia sua luta contra grupos terroristas na fronteira com o Afeganistão diante de qualquer mobilização militar indiana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.