Paquistão mata 42 supostos militantes em ofensiva

O Exército do Paquistão tomou novas posições em sua ofensiva. Os militares alcançaram hoje mais um bastião do Taleban perto da fronteira afegã. Na ação morreram 42 supostos militantes. O Paquistão realiza há 11 dias uma ofensiva por terra no Waziristão do Sul, no noroeste, perto do Afeganistão. A medida é vista como um importante teste da vontade e da habilidade do país em combater extremistas.

AE-AP, Agencia Estado

27 de outubro de 2009 | 11h02

Um comunicado do Exército afirma que as tropas avançam bem em três frentes no Waziristão do Sul, embora enfrentem resistências. Segundo o texto, morreram 42 militantes nas últimas 24 horas e também um soldado. Não é possível chegar à região, portanto não há relatos independentes sobre os confrontos.

Na capital Islamabad, homens armados atacaram um alto oficial paquistanês, no segundo atentado do tipo contra importantes autoridades militares em menos de uma semana, segundo fontes do governo. O oficial escapou ileso.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoofensivamortes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.