REUTERS|HO|Steve McCurry|National Geographic Society
REUTERS|HO|Steve McCurry|National Geographic Society

Paquistão nega fiança à menina afegã da capa da National Geographic

Ela está presa na cidade paquistanesa de Peshawar desde a quarta-feira da semana passada, após uma investigação que a acusa de obter documentos ilegalmente

O Estado de S. Paulo

02 de novembro de 2016 | 15h33

PESHAWAR, PAQUISTÃO - Um tribunal paquistanês negou nesta quarta-feira, 2, a fiança a Sharbat Gula, que foi presa por viver ilegalmente no Paquistão e tornou-se conhecida como a "menina afegã" de olhos verdes que posou para uma fotografia da revista National Geographic há 30 anos.

Sharbat, agora com 40 anos, tornou-se um símbolo das guerras internas de seu país quando sua foto como uma menina com olhos assombrados apareceu na capa da National Geographic.

Ela está presa na cidade paquistanesa de Peshawar, no noroeste paquistanês, desde a quarta-feira na semana passada, após uma investigação da Agência Federal de Investigação (FIA), que a acusa de obter documentos ilegalmente.

O tribunal especial para a luta contra a corrupção e a imigração em Peshawar negaram sua fiança, dizendo que seu pedido de ser libertada se concentrava em direitos humanos e não continha argumentos legais.

"Durante sua estadia ilegal no Paquistão, ela usou duas vezes de forma errada sua posição ao obter um cartão de identidade nacional computadorizado paquistanês", disse o juiz Farah Jamshed.

Ela poderá pegar até 14 anos de prisão se for condenada por fraude, embora seja mais comum para os refugiados afegãos sem documentos serem deportados do que cumprir pena na prisão. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTÃONational GeographicFIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.