Paquistão nomeia novo embaixador em Washington

O Paquistão surpreendeu os círculos diplomáticos na quarta-feira ao nomear um ex-ministro da Informação, conhecido por suas posturas incisivas em questões de direitos humanos, para chefiar sua embaixada nos EUA.

REUTERS

23 de novembro de 2011 | 11h18

"O primeiro-ministro tem a satisfação de nomear Sherry Rehman como novo embaixador nos Estados Unidos", disse um porta-voz do premiê Akram Shaheedi.

O cargo ficou vago por causa da renúncia do embaixador Husain Haqqani, ocorrida na terça-feira. Dias antes, um empresário americano-paquistanês disse que Haqqani estava por trás de um memorando que acusava os militares paquistaneses de tramarem um golpe de Estado, em maio.

Desde sua independência, há 64 anos, o Paquistão convive com tensões entre militares e civis. Após uma série de golpes, as Forças Armadas governaram essa potência nuclear do sul da Ásia durante mais de 30 anos.

(Por Chris Allbritton)

Tudo o que sabemos sobre:
PAQUISTAOEMBAIXADOR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.