Paquistão ordena fechamento do consulado taleban em Karachi

Em mais uma medida contra seu ex-aliado, o governo do Paquistão ordenou hoje o fechamento do consulado do Taleban na cidade portuária de Karachi. No entanto, segundo o presidente paquistanês, general Pervez Musharraf, que está na França em visita oficial, seu governo "não tem intenção" de quebrar suas relações diplomáticas com o regime afegão.Segundo o líder paquistanês, "é essencial" que tais ligações sejam mantidas no momento. "As relações diplomáticas são necessárias, frutíferas e aceitas pela coalizão", disse ele em Paris. A milícia Taleban, um dos principais alvos dos bombardeios americanos no Afeganistão, dão abrigo ao exilado saudita Osama bin Laden, o suspeito número um, segundo os EUA, dos atentados terroristas de 11 de setembro em Nova York e Washington.O pessoal do consulado afegão em Karachi, a maior da cidade paquistanesa, recebeu ordem para retornar ao Afeganistão imediatamente, afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Aziz Ahmad Khan. A informação foi confirmada pelo embaixador taleban no Paquistão, Abdul Salam Zaeef, que disse que o consulado será totalmente desativado até o final da semana.O Paquistão é atualmente o único país do mundo a manter relações diplomáticas com o Afeganistão. Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos cortaram suas relações com Cabul logo depois dos atentados terroristas nos EUA.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.