Paquistão ordena reação militar se EUA entrarem no país

Os soldados paquistaneses que atuam na fronteira com o Afeganistão receberam ordem de abrir fogo caso militares dos Estados Unidos voltem a entrar ilegalmente em seu território, informou hoje um porta-voz do Exército do Paquistão. Autoridades paquistanesas protestaram formalmente depois de helicópteros americanos terem levado soldados à região de Waziristão do Sul em 3 de setembro para um ataque terrestre contra um suposto alvo rebelde.Depois desse incidente, a cúpula do Exército orientou os comandantes de campo a impedirem incursões similares, disse o general Athar Abbas, porta-voz das Forças Armadas paquistanesas. Abbas disse que se ficar claro que soldados americanos cruzaram a fronteira e ingressaram em solo paquistanês, seja por terra ou por ar, os militares do país "devem abrir fogo". "Nenhuma incursão será tolerada", assegurou ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.