Paquistão perde parte da ajuda dos EUA

Uma comissão do Congresso americano congelou ontem US$ 700 milhões em ajuda ao Paquistão até que o país dê garantias de que está colaborando no combate aos grupos militantes que atuam em seu território. Essa suspensão pode ser um presságio de cortes ainda maiores nos bilhões de dólares oferecidos pelos EUA todos os anos a Islamabad. Ainda ontem, o governo paquistanês anunciou que o presidente do país, Asif Ali Zardari, sofreu um "miniderrame" que o obrigará a permanecer hospitalizado em Dubai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.