Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Paquistão põe líder oposicionista em prisão domiciliar

O principal líder oposicionista do Paquistão, Nawaz Sharif, foi colocado sob prisão domiciliar neste domingo, numa tentativa de impedir que ele lidere uma marcha de protesto em meio ao aprofundamento da crise política no país.

HÉLIO BARBOZA, Agencia Estado

15 de março de 2009 | 04h31

Sharif, um ex-primeiro-ministro que no mês passado foi impedido de concorrer ao cargo, disse ontem que lideraria neste domingo uma passeata contra o governo partindo da cidade de Lahore à capital, Islamabad. A manifestação seria realizada por advogados que pedem a volta dos juízes destituídos pelo ex-presidente Pervez Musharraf.

O então presidente da Suprema Corte Iftikhar Muhammad Chaudhry, tido como independente, e cerca de 60 juízes foram destituídos em 2007 pelo general Musharraf, que temia ser declarado inelegível para disputar uma eleição presidencial enquanto estivesse em funções militares.

Sharif recebeu ordem de não sair de sua casa, em Lahore, por três dias, informou uma autoridade policial. Restrições semelhantes foram impostas a vários outros líderes de oposição, incluindo Imran Khan, ex-jogador de críquete que se tornou político, e Qazi Hussain Ahmed, líder do principal partido islâmico. Policiais cercaram as casas de ambos, também em Lahore, mas representantes do partido disseram que eles conseguiram sair sem serem vistos e estavam a caminho de Islamabad. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãolíderoposiçãoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.