Paquistão promete capturar taleban por morte de Benazir

Governo anuncia "grande ofensiva" em regiões tribais para deter o líder terrorista Baitullah Mehsud

Efe,

07 de janeiro de 2008 | 11h29

O governo paquistanês lançará "em breve uma grande operação" nas áreas tribais na fronteira com o Afeganistão para encontrar o líder taleban Baitullah Mehsud, um dos apontados pelo Executivo como possível responsável do assassinato da ex-primeira-ministra Benazir Bhutto. Segundo uma fonte do Ministério do Interior citada pelo canal Dawn TV, a operação, da qual participarão os serviços secretos, já foi traçada. Não se sabe quando a operação começará. A ofensiva também terá como alvos os "assessores" do líder fundamentalista, segundo a fonte. Mehsud negou envolvimento na morte de Bhutto, embora em uma suposta conversa por telefone elogie o assassinato da líder opositora.

Tudo o que sabemos sobre:
Benazir BhuttoPaquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.