Paquistão protesta contra violação de espaço aéreo pela Índia

Islamabad acusa formalmente Nova Délhi de sobrevoar a região da Caxemira paquistanesa no fim de semana

Efe,

18 de dezembro de 2008 | 07h52

O governo do Paquistão transmitiu nesta quinta-feira, 18, um protesto formal à Índia pela violação de seu espaço aéreo supostamente por aviões indianos no fim de semana passado, informou o Ministério de Relações Exteriores paquistanês em comunicado.   Veja também:  Entenda a relação do Paquistão com Índia e Afeganistão   As autoridades de Exteriores chamaram apara consultas o conselheiro da legação diplomática indiana em Islamabad, a quem entregaram uma nota de protesto. "Entregamos uma notificação (ao conselheiro), transferindo a preocupação do governo do Paquistão sobre a violação técnica do espaço aéreo por parte de aviões indianos nos dias 12 e 13 de dezembro", disse o Ministério.   A fonte acrescentou que a ação dos aviões viola o acordo que os dois países assinaram em 1991. Na noite do último dia 13, autoridades paquistanesas informaram que aviões indianos sobrevoaram quatro quilômetros de áreas de seu território na região da Caxemira e nas cercanias da cidade oriental de Lahore, na região de Punjab.   Islamabad disse então que a violação não foi de propósito e preferiu não entrar na escalada de tensão gerada entre as duas potências nucleares desde os atentados na cidade indiana de Mumbai. Nova Délhi negou as violações do espaço aéreo paquistanês.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.