Paquistão protesta e EUA deixam base

O governo americano cedeu ontem às pressões do Paquistão e anunciou que deixará em breve uma base que dá apoio a aviões não tripulados (drones), que rotineiramente matam suspeitos de pertencer à Al-Qaeda em território paquistanês. A pressão de Islamabad aumentou ainda mais com a morte de 24 militares do Paquistão em um bombardeio da Otan, há duas semanas.

O Estado de S.Paulo

06 de dezembro de 2011 | 03h04

Nos bastidores, funcionários dos EUA disseram que a retirada não significa o fim dos ataques com drones no Paquistão. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.