Paquistão quer negociar c/ Índia sobre área da Caxemira

O Paquistão pediu nesta quarta-feira o início de negociações com a Índia sobre a disputada região do Glaciar de Siachen, na Caxemira, aparentemente moderando a atitude em relação a um vizinho com o qual esteve envolvido em três guerras desde 1947.

AE, Agência Estado

18 de abril de 2012 | 12h30

O chefe do exército paquistanês, o general Ashfaq Parvez Kayani, disse hoje que a "coexistência pacífica" com a Índia seria importante para que ambos os países possam se "concentrar no bem-estar de" seus povos. Há anos, a região da Caxemira é alvo de uma violenta disputa entre as duas nações nucleares.

Em 1984, a Índia ocupou o desabitado Glaciar de Siachen, ao norte da Caxemira. O Paquistão reagiu com o envio de soldados e os exércitos de ambos os países se enfrentam desde então.

Kayani disse que o conflito foi iniciado pela Índia, mas deve ser "solucionado" e é sobre como chegar à uma solução "que os dois países precisam conversar". Os comentários foram feitos durante uma rara coletiva de imprensa que se seguiu à visita do militar ao local de uma avalanche - próximo ao glaciar - que na semana passada soterrou mais de 125 soldados paquistaneses. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoÍndianegociações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.