Paquistão reage a ataque da Otan bloqueando suprimentos

Bombardeio da aliança deixou três soldados paquistaneses mortos na fronteira com o Afeganistão

Reuters

30 de setembro de 2010 | 09h28

ISLAMABAD - As autoridades do Paquistão bloquearam nesta quinta-feira, 30, uma importante rota de suprimento para as forças da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) no Afeganistão, em represália a um bombardeio da aliança ocidental na região da fronteira, que resultou na morte de três soldados paquistaneses, segundo autoridades.

 

Veja também:

linkAtaque da Otan mata três soldados paquistaneses

 

Caminhões-tanque e de carga que deveriam abastecer as forças estrangeiras no Afeganistão foram retidos no posto fronteiriço de Trokham, perto da cidade paquistanesa de Peshawar, horas depois do bombardeio - o quarto noticiado pelas autoridades paquistanesas nos últimos dias.

"Sim, os suprimentos para a Otan foram retidos. Isso foi feito localmente", disse uma fonte oficial de segurança do Paquistão, sob condição de anonimato.

A Isaf (força da Otan no Afeganistão) negou que seus helicópteros tenham entrado no espaço aéreo do Paquistão, e informou que o incidente está sendo investigado.

O Paquistão é um aliado crucial para os EUA na luta contra os militantes do Taleban no Afeganistão. Analistas dizem que a retenção dos comboios ilustra as tensões existentes entre Islamabad e Washington.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoOtanTalebanterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.