Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Paquistão reitera elogio à nova estratégia dos EUA

O presidente do Paquistão, Asif Ali Zardari, saudou a nova estratégia dos Estados Unidos na guerra contra a milícia fundamentalista islâmica, avaliando-a como uma mudança positiva enquanto prometeu prevenir que seu país seja usado para atividades terroristas.

PATRICIA LARA, Agencia Estado

28 de março de 2009 | 12h34

"É bem-vindo o pedido do presidente (dos EUA, Barack) Obama ao Congresso (norte-americano) para aprovar um projeto de ajuda de US$ 1,5 bilhão ao Paquistão em um ano", disse Zardari, em um discurso ao Parlamento, reiterando os comentários feitos ontem. "A abordagem da Presidência representa uma mudança positiva. É um endosso aos nossos apelos por avanços sociais e econômicos como formas de combate ao extremismo", acrescentou.

Ontem, Obama colocou o Paquistão no centro da luta para desmantelar o Al-Qaeda, revelando uma nova estratégia com o compromisso de enviar mais soldados e bilhões de dólares para a guerra no Afeganistão e triplicando a ajuda norte-americana ao Paquistão. "O Paquistão deve demonstrar seu compromisso em destruir as raízes do Al-Qaeda e o extremismo violento dentro de suas fronteiras", disse Obama.

"O governo não permitirá o uso de seu solo para atividades terroristas contra qualquer outro país, além de impedir que qualquer um viole a nossa soberania", declarou Zardari. "A soberania do Paquistão deve ser protegida a qualquer custo. E assim será."

O discurso de Obama não fez qualquer referência aos ataques dos EUA ao Al-Qaeda e milícias do Taleban no Paquistão, ações criticadas pelo governo paquistanês como uma violação da soberania e que mataram mais de 340 pessoas. As informações são de agências internacionais.

Tudo o que sabemos sobre:
TalebanPaquistãoEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.