Paquistão se prepara para lembrar morte de Benazir Bhutto

Primeira mulher que chefiou o governo de um país islâmico, ela morreu em atentado em 27 de dezembro de 2007

Efe,

26 de dezembro de 2008 | 18h24

Foto: Reuters   ISLAMABAD - A família da ex-primeira ministra do Paquistão Benazir Bhutto chegou nesta sexta-feira, 26, à localidade paquistanesa de Naudero, no sul do país, onde se encontra o mausoléu familiar, a fim de iniciar os preparativos para relembrar um ano da morte da ex-líder.   Veja também:  Paquistão transfere tropas para fronteira com a Índia   Segundo a agência estatal "APP", o viúvo da ex-primeira ministra e presidente paquistanês, Asif Ali Zardari, chegou a Naudero junto com o filho e presidente nominal do Partido Popular do Paquistão (PPP) designado por Bhutto, o jovem Bilawal, e com as filhas Bakhtawar e Asifa, além de outros membros da família.   Zardari presidirá no sábado uma reunião do comitê central do partido em Naudero para prestar uma homenagem à falecida esposa, a quem se refere habitualmente em seus discursos desde que assumiu a Presidência do país, em setembro.   "O PPP não caminha nem por um só momento sem agir segundo as idéias de Benazir Bhutto", disse a ministra de Informação paquistanesa, Sherry Rehman, uma das mulheres de destaque dentro do partido, em declarações a uma emissora local recolhidas pela "APP".   A primeira mulher que se tornou chefe de Governo em um país islâmico foi vítima de um atentado após um comício em 27 de dezembro de 2007, em Rawalpindi, perto de Islamabad.   Um terrorista disparou contra ela e depois detonou uma carga explosiva, matando algumas pessoas que estavam nas proximidades do local. As eleições no Paquistão estavam previstas para janeiro de 2008, mas a morte de Bhutto sacudiu a campanha eleitoral e o pleito foi adiado para fevereiro, quando o PPP acabou se impondo.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoBenazir Bhutto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.