Paquistão terá eleições até 15 de fevereiro, promete Musharraf

A eleição nacional do Paquistão serárealizada antes de 15 de fevereiro de 2008, disse nestaquinta-feira o presidente Pervez Musharraf, após aliados doOcidente e seus adversários políticos terem pressionado pelaconfirmação do pleito no prazo estipulado. O Paquistão tinha eleições marcadas para janeiro, antes deMusharraf ter declarado um estado de emergência, no últimosábado, suspendido a Constituição. "Esse era o meu compromisso e vou honrá-lo", disseMusharraf à imprensa oficial, após reunião do Conselho Nacionalde Segurança. O anúncio de Musharraf aconteceu poucas horas após opresidente dos Estados Unidos, George W. Bush, ter ligadopessoalmente para ele pela primeira vez desde a declaração daemergência, solicitando que realizasse as eleições e deixasse ocargo de chefe do Exército. Nesta quinta, a Casa Branca saudou o anúncio do presidente. O partido do Povo do Paquistão, da ex-primeira-ministraBenazir Bhutto, pretende realizar uma reunião pública nasexta-feira em Rawalpindi, perto da capital Islamabad, paraprotestar contra o estado de emergência. Bhutto ameaçou liderar uma marcha de Lahore até a capitalem 13 de novembro caso Musharraf não deixe o cargo militar. (Por Zeeshan Haider)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.