Paquistão testa com sucesso um míssil com capacidade nuclear

Arma tem alcance de 700 quilômetros e pode ser disparado de submarinos militares ou aviões

Efe,

11 de dezembro de 2007 | 06h15

O Paquistão testou nesta terça-feira, 11, novamente com sucesso um míssil terra-terra com capacidade para transportar ogivas nucleares, informou o Exército paquistanês. O míssil de cruzeiro Hataf-VII (Babur) tem um alcance de 700 quilômetros, pode levar ogivas nucleares ou convencionais e ser disparado de submarinos militares ou aviões de combate F-16 e F-17. "O teste é parte de um contínuo processo de avaliação dos parâmetros fixados para este sistema de armamento", disse em comunicado o Exército paquistanês. O míssil já havia sido testado em março e julho. Ele pode ser comparado com o americano BGM-109 Tomahawk e é capaz, graças a seu alto grau de manobra, de evitar a detecção por radares. O comunicado ressaltou que o Babur, batizado com o nome de um imperador mongol, foi testado para "reforçar a segurança nacional" do Paquistão. O país mantém uma corrida armamentista com a Índia.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.