Para Ben Carson, pirâmides do Egito serviam para estocar cereais; veja vídeo

Em um vídeo de 1998 publicado na internet, pré-candidato diz que monumentos foram erguidos por José, filho de Jacó

O Estado de S. Paulo

05 de novembro de 2015 | 12h50

WASHINGTON - O neurocirurgião aposentado Ben Carson, pré-candidato republicano à presidência dos EUA, afirmou que as pirâmides do Egito foram construídas por José para estocar cereais, e não para servir de sepulcro aos faraós, segundo afirmam os arqueólogos.

Carson, que disputa a liderança das pesquisas de opinião com o magnata Donald Trump, fez a declaração em 1998, segundo um vídeo publicado na quarta-feira pelo site Buzzfeed. As afirmações foram feitas durante uma cerimônia de entrega de diplomas na Universidade Andrews, instituição ligada à Igreja Adventista do Sétimo Dia, movimento religioso que reúne evangélicos conservadores.

“Minha teoria pessoal é que José construiu as pirâmides para estocar cereais”, disse Carson. Ele ainda destacou que a altura do faraó não justifica o tamanho das sepulturas.

A tese, de acordo com Carson, tem fundamento em razão da existência de câmaras hermeticamente fechadas no interior das pirâmides.

No mesmo discurso, o pré-candidato descartou a ideia, defendida por alguns especialistas, de que as pirâmides foram construídas por extraterrestres. “Não é preciso extraterrestres quando se tem Deus”, disse Carson na cerimônia.

Segundo o livro de Gênesis, José era um dos dois filhos de Jacó. Os irmãos dele o venderam como escravo a comerciantes que seguiam para o Egito, e José logo se tornou o homem mais poderoso do país, ao lado do faraó. /AFP

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesEstados Unidospirâmides

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.