Para Blair, modo como Saddam morreu foi totalmente errado

O escritório do primeiro-ministro britânico, Tony Blair, afirmou neste domingo, 7, em nome do premier, que a maneira como o ex-ditador iraquiano Saddam Hussein foi executado foi "completamente errada". Blair planeja falar em público sobre o enforcamento no final desta semana. O chefe do Tesouro britânico, Gordon Brown, o mais cotado para suceder Blair, disse no sábado que os insultos contra Saddam durante seu enforcamento e a divulgação na internet dos vídeos com os minutos finais do ex-ditador são "deploráveis" e "completamente inaceitável".O premier iraquiano, Nuri al-Maliki, ordenou uma investigação para descobrir como as imagens da execução, as quais mostram Saddam trocando insultos com seus carrascos, vazaram."O primeiro-ministro disse que apóia completamente as investigações e que acredita que a forma de execução foi totalmente errônea, mas isso não pode nos levar a esquecer os crimes que Saddam Hussein cometeu, incluindo a morte de centenas de milhares de iraquianos", afirmou um porta-voz de Blair neste domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.