Para Bush, ataque aéreo israelense foi "essencial"

O presidente dos Estados, George W. Bush, qualificou o ataque aéreo promovido por Israel contra a Síria como "essencial" para defender o país e traçou um paralelo entre a política americana sobre o "terrorismo" e as ações do primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon. "O primeiro-ministro deve defender seu país. Isto é essencial."A declaração de apoio de Bush a Sharon, similar a comentários feitos ontem, também continham um alerta. Ele garantiu que continuaria pressionando Sharon para que tenha o cuidado de não criar "as condições necessárias" para o aumento da violência na região."Suas decisões para defender seu povo são decisões válidas", disse Bush ao responder a um jornalista. "Nós faremos o mesmo. Este país precisa defender seu povo. Mas também somos cautelosos em nossas decisões, como deve ser o primeiro-ministro, e ele precisa compreender plenamente as conseqüências de qualquer decisão."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.