Para Bush, detenção de britânicos no Irã é ´indesculpável´

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, classificou como "indesculpável" a detenção de 15 militares por parte do Irã. "É um tema sério, porque os iranianos tiraram estas pessoas de águas iraquianas", disse Bush em entrevista coletiva conjunta com opresidente Luiz Inácio Lula da Silva em Camp David (Maryland), neste sábado, 31. Bush afirmou também que apóia de "forma enérgica astentativas do governo (do primeiro-ministro britânico Tony) Blair para resolver o problema de forma pacífica". A recusa do governo britânico em fazer uma "troca" também foi aprovada pelo presidente norte-americano. De acordo com a Efe, Bush parecia referir-se à possibilidade de os britânicos serem trocados por cinco guardas revolucionários capturados no Iraque sob a acusação de fornecimento de armas aos insurgentes desse país. Os Estados Unidos rejeitaram plenamente fazer essa troca."Os iranianos devem entregar os reféns. São inocentes, não faziam nada de mau e foram retirados da água sumariamente", completou Bush.A detenção dos militares da Marinha britânica ocorreu em 23 de março, quando patrulhavam no Golfo Pérsico. Os britânicos foram detidos pela força naval iraniana.

Agencia Estado,

31 de março de 2007 | 22h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.