Para Chávez, cardeal é ''''palhaço imperialista''''

Em mais um ato de repúdio às críticas contra o seu governo, o presidente venezuelano, Hugo Chávez, chamou ontem o cardeal hondurenho Óscar Andrés Rodríguez Maradiaga de ''''palhaço imperialista''''. No domingo, em San Salvador, Madariga disse que o líder venezuelano ''''acredita ser um deus'''' e qualificou seu governo como ''''totalitário''''. Chávez destacou a ''''coincidência'''' do fato do cardeal tê-lo criticado 24 horas depois do embaixador dos EUA em Honduras ''''ter atacado'''' o presidente hondurenho, Manuel Zelaya, por ir à Nicarágua para participar, com Chávez, da festa de 28 anos da Revolução Sandinista.''''Chegou outro papagaio de Washington - e agora vestido de cardeal'''', disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.