Para cidade espanhola, Juan Carlos é 'persona non grata'

Uma cidade no nordeste da Espanha declarou o rei Juan Carlos pessoa não bem-vinda, em um novo golpe para o monarca de 74 anos que enfrenta duras críticas por ter viajado para Botsuana para caçar elefantes enquanto o país enfrenta uma profunda crise econômica. O conselho municipal de Berga, que tem 17.160 habitantes, aprovou uma moção declarando o rei Juan Carlos uma "persona non grata".

AE, Agência Estado

05 Maio 2012 | 13h59

A censura foi proposta pelos partido pró-independência Candidatura de Unidade Popular e publicada, em seguida à aprovação, no site da cidade neste sábado. Berga fica 108 quilômetros ao norte da capital da região da Catalunha, Barcelona. As informações são da Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Espanha Juan Carlos rei

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.