AP Photo/Majdi Mohammed
AP Photo/Majdi Mohammed

Para Erdogan, decisão de Israel de acelerar a construção de assentamentos é ‘provocação'

País anunciou planos para construir mais três mil casas na Cisjordânia ocupada e legalizou cerca de quatro mil residências levantadas em terras privadas da região

O Estado de S.Paulo

13 Fevereiro 2017 | 14h40

ANCARA - O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, condenou nesta segunda-feira, 13, a decisão de Israel de acelerar a construção de assentamentos na Cisjordânia como uma "provocação absoluta".

Israel anunciou planos em janeiro para levantar mais três mil casas de assentamentos na Cisjordânia ocupada. O país também legalizou retroativamente cerca de quatro mil casas construídas em terras privadas ocupadas por palestinos, em uma ação que provocou a condenação da Organização das Nações Unidas (ONU) e da União Europeia.

Erdogan fez os comentários em um discurso no Bahrein durante visita oficial. Seus comentários foram transmitidos ao vivo na televisão turca.

A Turquia e Israel normalizaram relações em 2016 após uma ruptura de seis anos, quando dez ativistas turcos pró-palestinos foram mortos por comandos israelenses que atuavam em um bloqueio naval da Faixa de Gaza. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.