Para EUA, ataque com antraz teve um único responsável

O cientista do exército americano Bruce Ivins "foi a única pessoa responsável" pelos ataques com antraz em 2001, que mataram cinco pessoas e deixaram dezenas doentes nos Estados Unidos, informou o Departamento de Justiça hoje, apoiando a alegação com vários documentos que indicam a culpa do cientista. Documentos tornados públicos sustentam que apenas Ivins, que suicidou-se na semana passada, tinha sob o seu poder os esporos de antraz com "mutações genéticas idênticas" ao veneno usado nos ataques. Investigadores também dizem que fizeram uma busca no laboratório do cientista e encontraram envelopes semelhantes aos usados nos ataques. "Nós estamos confiantes que o doutor Ivins foi a única pessoa responsável por esses ataques," disse Jeffrey Taylor, advogado do governo americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.