Para EUA, Irã exagera sobre seu potencial bélico

O Irã está tentando constantemente melhorar seus sistemas bélicos, mas às vezes exagera sobre suas capacidades, afirmou o porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, Brian Whitman, nesta segunda-feira. Whitman respondeu perguntas dos repórteres sobre os testes de mísseis feitos pelo Irã. "Sabemos que os iranianos estão sempre tentando melhorar seu sistema bélico para medidas externas e internas. É possível que eles estejam aumentando sua capacidade e fazendo progressos em materiais que captam o radar e outras tecnologias" Contudo, disse ele, "os iranianos são conhecidos por exagerar em suas declarações sobre potencialidades técnicas e táticas". Segundo o porta-voz, Teerã possui o maior inventário de mísseis balísticos do Oriente Médio. "No último ano, o Irã continua testando seus mísseis de médio alcance e também seus mísseis terra-mar". Operação Grande Profeta O governo iraniano anunciou nesta segunda-feira que testou com sucesso um novo torpedo durante exercícios de guerra no Golfo Pérsico. No domingo, Teerã havia anunciado o teste de um outro torpedo, e na sexta-feira o país testou o míssil Fjr 3, que não é detectado por radar e pode acertar vários alvos simultaneamente. A Guarda Revolucionária, a força de elite do Exército iraniano, tem realizado exercícios bélicos denominados "O Grande Profeta (Maomé)", desde sexta-feira, angariando o que eles chamam de avanços da tecnologia nacional em suas Forças Armadas.

Agencia Estado,

03 Abril 2006 | 16h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.