Para EUA, processo está 'equivocado'

O governo dos EUA criticou ontem a decisão do Judiciário da China que condenou a mais de 3 anos de prisão Chen Kegui, sobrinho do ativista chinês Chen Guangcheng. "Esse processo foi profundamente equivocado", afirmou a porta-voz do Departamento de Estado americano, Victoria Nuland. A funcionária de Washington disse que o julgamento representou uma violação dos direitos humanos. / REUTERS

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.