Para Giuliani, queda de avião foi acidente

O prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani disse que não há indícios de que a queda do avião da American Airlines, no bairro do Queens, tenha sido um ato terrorista. Giuliani, que está perto do local, afirmou que "não há motivo para se pensar" que isso seja qualquer coisa além de um acidente. Em entrevista à rede CNN, ele afirmou que a cidade entrou em alerta máximo depois da queda do avião e que fechou todas as pontes e túneis que entram e saem da cidade, exceto para veículos de emergência. "A coisa mais importante agora", disse, "é procurar sobreviventes".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.