Para Gorbachov, EUA devem sair do Iraque por etapas

O ex-presidente soviético Mikhail Gorbachov aconselhou nesta terça-feira, 20, os Estados Unidos a retirarem as suas tropas do Iraque, opinando que a operação poderia ser realizada em etapas, como fez a União Soviética ao deixar o Afeganistão, em 1989."A invasão do Iraque aconteceu não no contexto do confronto de dois sistemas, mas quando era possível estabelecer uma nova ordem mundial. Por isso foi um grande erro político", disse Gorbachov, em declarações à agência de notícias russa Interfax.O pai da "perestroika" (reestruturação da URSS) considerou "atrevidas e presunçosas" as ações dos EUA no Iraque. "Foi um forte golpe contra toda a estrutura das relações internacionais, agravando o problema do terrorismo em escala mundial e causando numerosas vítimas e enormes destruições", acrescentou.A situação atual no Iraque "mostra que as tentativas de fazer valer os próprios interesses, ignorando os dos demais estão condenadas ao fracasso", ressaltou Gorbachov."Eu diria que o Iraque será o fim das políticas unilaterais de força", disse o ex-dirigente soviético. Ele se mostrou convencido de que a "única solução" para o problema iraquiano é a retirada das tropas americanas do país.Os EUA "devem sair do Iraque" e podem utilizar a experiência da União Soviética, que retirou suas tropas do Afeganistão em etapas, sugeriu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.