Para governo israelense, briga em avião foi "ato terrorista"

Um incidente ocorrido dentro de um avião da companhia aérea El Al Israel Airlines ? no qual um árabe-israelense foi jogado no chão por agentes de segurança - foi "para todos os efeitos um ataque terrorista",anunciou o governo israelense nesta segunda-feira.Esta foi a primeira declaração oficial israelense desde ontem à noite, quando um passageiro correu na direção da cabine de comando enquanto discutia com uma aeromoça e foi contido por agentes de segurança.Funcionários da El Al disseram que seus seguranças evitaram um seqüestro, mas autoridades aeroportuárias diminuíram a importância do incidente. Familiares disseram que o passageiro acusado, Tawfiq Fukra, de 23 anos, teve apenas uma discussão com uma comissária de bordo.Em Istambul, uma corte turca indiciou Fukra por tentativa deseqüestro de avião. Não foi marcada data de julgamento. Osuspeito ficará sob custódia até a audiência inicial, determinoua corte.O comunicado do governo israelense diz que Fukra gritou para os guardas que o seguravam: "Hoje é o dia da minha morte, e eu o farei porque mataram meus irmãos."O significado não está claro. Familiares não mencionaram mortes violentas na família durante uma extensa entrevista concedida hoje à AP.Durante os mais de dois anos do atual conflito, os árabes-israelenses vêm demonstrando simpatia com o lado palestino. Os árabes-israelenses representam cerca de 20% da população do Estado judeu.Fukra, um assistente social, foi contido numa briga ocorrida poucos minutos antes da aterrissagem da aeronave no aeroporto de Istambul. Não houve vítimas.Tripulantes e testemunhas disseram que ele seguiu na direção da cabine discutindo com uma aeromoça. Alguns dizem que ele tinha na mão um canivete. Outros dizem que o canivete foi encontrado no chão após a discussão. Apenas duas horas após o incidente, agentes de segurança israelenses reviraram a casa de Fukra, num vilarejo no norte de Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.