Para Irã, relatório da Aiea é sinal de cooperação do país em investigações nucleares

O Irã informou que o relatório da Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) divulgado nesta quinta-feira permite concluir que o país coopera completamente com as investigações sobre seu programa nuclear.O informe da Aiea confirma que o Irã continua a enriquecer urânio, desafiando o prazo imposto pela ONU para o fim da atividade. O reporte também diz que a agência não pôde verificar se o Irã está ou não querendo produzir armas nucleares "devido à falta de cooperação de Teerã".Porém, segundo Mohammad Saeedi, representante da Organização da Energia Atômica do Irã, o relatório mostra que seu país "forneceu acesso a materiais e estruturas nucleares" - se referindo às inspeções feitas pela Aiea nas usinas nucleares iranianas. "O relatório prova que o programa nuclear iraniano está (...) sob total supervisão da agência", disse Saeedi à agência de notícias estatal iraniana.Saeedi não citou as críticas ao Irã presentes no relatório. Ele apenas disse que o relatório não o satisfez, mas pelo menos "indicou que as afirmações dos Estados Unidos (sobre a busca do Irã por armas nucleares) são sem fundamento e baseadas em ilusões de oficiais norte-americanos". O Irã afirma que seu programa nuclear tem como objetivo gerar eletricidade. O país também insiste em dizer que tem o direito de obter qualquer tecnologia nuclear pacífica, incluindo o enriquecimento de urânio.Matéria ampliada às 16h24

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.