Para libertar Ingrid, Sarkozy fala com líderes

O governo colombiano confirmou ontem que o presidente Álvaro Uribe recebeu uma ligação do presidente francês, Nicolas Sarkozy, às vésperas da reunião que ele terá com o líder venezuelano Hugo Chávez. A conversa entre Uribe e Sarkozy durou 12 minutos e ocorreu um dia após o presidente francês telefonar para Chávez. Ao venezuelano, Sarkozy expressou seu''''pleno apoio'''' aos esforços que Chávez vem fazendo para intermediar uma soluçãohumanitária para o conflito interno colombiano. Segundo uma fonte próxima do governo da França, que não quis se identificar, Sarkozy disse aos dois presidentes latino-americanos que ele tem expectativas positivas em relação ao papel que Chávez deve desempenhar na busca pela libertação dos reféns mantidos pela guerrilha Forças Armadas Revolucionárias daColômbia (Farc) - entre eles a ex-candidata presidencial franco-colombiana Ingrid Betancourt, seqüestrada em 2002. ''''Sarkozy conversou com Uribe e Chávez e os dois presidentes garantiram a ele que vão falar com mais freqüência sobre o problema dos seqüestrados'''', disse a fonte. Na semana passada, Sarkozy afirmou que vai buscar a libertação de Ingrid do mesmo jeito que fez com as enfermeiras búlgaras presas na Líbia. Segundo o presidente francês, libertá-la seria ''''seu dever''''.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.