Para líder supremo do Irã, decisão sobre Hariri é nula

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, afirmou hoje que qualquer decisão do tribunal da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre o assassinato do ex-primeiro-ministro libanês Rafic Hariri, em 2005, seria "nula e sem valor".

AE, Agência Estado

20 de dezembro de 2010 | 20h45

O tribunal, responsável por julgar os assassinos de Hariri, anunciou este ano que o documento de acusação, de conteúdo confidencial, deve ser apresentado em breve. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IrãHaririLíbanoONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.