Para Lula, Bush deveria declarar guerra à miséria

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, durante encontro com líderes religiosos no Palácio do Planalto, que faria mais sentido o presidente dos Estados Unidos,George W. Bush, declarar guerra à miséria. "A única guerra que o presidente Bush deveria fazer é contra a fome e a pobreza no mundo em desenvolvimento", disse Lula, segundo os participantes da reunião. "A guerra (no Iraque) é uma obscessão." Aos religiosos, Lula confidenciou que vem tentando, sem sucesso, marcar um encontro com presidentes da América Latina para fechar um discurso único em defesa da paz. "Eles sentem dificuldades em aceitar o convite", teria dito Lula. O reverendo Fred Morris, representante do Conselho de Igrejas da Flórida, elogiou a posição do governo brasileiro contrária ao conflito no Iraque. "Quem vai sofrer com a guerra são os civis", disse. Morris lembrou que, nos anos 70, foi missionário no Brasil e sofreu tortura dos órgãos de repressão do regime militar. Veja o índice de notícias sobre o Governo Lula - Os primeiros 100 dias

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.