Para Morales, Bush não pode falar de direitos humanos

O presidente da Bolívia, Evo Morales, disse nessa sexta-feira, 6, que seu colega americano, George W. Bush, "não tem moral" para falar de direitos humanos na América Latina, já que não adota uma política de respeito desses direitos em nível mundial e não retira suas tropas do Iraque.Segundo a agência oficial "ABI", Morales rejeitou assim um relatório do Departamento de Estado americano que diz que há problemas internos na Bolívia, embora o atual governante "geralmente respeite os direitos humanos". "Enquanto os Estados Unidos não assinarem os tratados internacionais de proteção aos direitos humanos dos povos, sobretudo nas regiões mais empobrecidas do mundo, não está em condições de criticar outras nações sobre este tema", disse Morales à "ABI".O presidente boliviano reiterou seu pedido que as tropas americanas abandonem Iraque o mais rápido possível, o que, segundo ele, evitaria mais mortes no país árabe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.