Para opositor, houve avanço

O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado brasileiro, Eduardo Azeredo (PSDB-MG), afirmou ontem que o acordo assinado com o Irã por Brasil e Turquia "é um avanço". Mas, segundo Azeredo, "é preciso ter cautela quanto aos resultados práticos já que o Irã, por seus antecedentes, não é um cumpridor de acordos". Azeredo lembrou que, por diversas vezes, já criticou a aproximação do Brasil com Teerã. "Mas, apesar disso, não tenho dificuldades de reconhecer que houve um avanço", disse. / LEONARDO GOY

BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

19 Maio 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.