Para Otan, intervenção na Síria 'não é o caminho certo'

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Anders Fogh Rasmussen, disse nesta quarta-feira que uma intervenção militar estrangeira na Síria "não é o caminho certo", apesar de o chefe responsável pela manutenção da paz da ONU declarar que o país vive uma guerra civil.

Agência Estado

13 de junho de 2012 | 01h23

Rasmussen informou que "não há planos nesse estágio" para uma operação da Otan no país, e ele classificou como um "grande erro" a falha do Conselho de Segurança da ONU em alcançar um acordo de paz para a Síria. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
SíriaOtan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.