Para Otan, todas as pistas levam a Bin Laden

O secretário-geral da Otan, George Robertson, disse hoje, em Bruxelas, que nas investigações sobre os atentados nos Estados Unidos "todas as pistas levam a Osama bin Laden e a al-Qaeda", a organização terrorista criada pelo exilado saudita.Robertson indicou que o subsecretário de Defesa norte-americano, Paul Wolfowitz, deu a seus colegas da aliança atlântica "mais elementos sobre as provas que os norte-americanos reuniram". "É claro que todas as pistas levam a Osama bin Laden", afirmou. "Os EUA ainda não dispõem de conclusões definitivas, mas todos os elementos apontam para o xeque saudita".Wolfowitz afirmou que, por hora, não se prevê uma ação militar coletiva da Otan em resposta aos atentados contra os Estados Unidos. Ele acrescentou que "se for necessária uma ação coletiva, ela será solicitada".Segundo o subsecretário norte-americano, a estratégia contra o terrorismo "não está baseada em uma ação espetacular ou sobre ações espetaculares: será uma campanha longa, durante a qual será importante reunir o maior número possível de informações sobre o inimigo".Robertson, ao concluir hoje a reunião dos 19 ministros de Defesa da Otan, afirmou que todos os aliados reiteraram "total solidariedade" com os Estados Unidos e deixaram claro que Washington "pode contar com sua assistência e apoio".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.