Para presidente do Egito, violência em Gaza acaba hoje

O presidente do Egito, Mohammed Morsi, disse que a "agressão" de Israel contra Gaza vai se encerrar nesta terça-feira. Falando a jornalistas na cidade de Zagazig, Morsi não forneceu qualquer evidência para ancorar sua previsão de que o fim da ofensiva de Israel contra Gaza, que já dura uma semana, é iminente. Ele apenas afirmou que as negociações entre Israel e o grupo Hamas vão chegar a "resultados positivos" durante as próximas horas, sem dar mais detalhes.

AE - AP, Agência Estado

20 de novembro de 2012 | 13h57

Mais cedo nesta terça-feira, um alto funcionário israelense havia dito que ministros de Israel decidiram durante a noite adiar o lançamento de uma invasão por terra da Faixa de Gaza, a fim de dar aos esforços de trégua liderados pelo Egito uma chance para funcionar.

"Uma decisão foi tomada, que por enquanto seja deixada de lado uma incursão terrestre, para dar à diplomacia uma chance para que tenha sucesso", afirmou ele à France Presse (AFP), após uma sessão do fórum dos nove principais ministros do governo de Benjamin Netanyahu. "Eles discutiram tanto o estado da diplomacia quanto a operação militar", afirmou, sob condição de anonimato.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelGazaEgitofim da violência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.