Para presidente palestino, paz com Israel é possível

A Paz entre israelenses e palestinos "ainda é possível", disse neste sábado (25) o presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, saudando os esforços do Secretário de Estado norte-americano, John Kerry, em retomar as negociações paralisadas.

AE, Agência Estado

25 Maio 2013 | 12h02

Em um discurso no Fórum Econômico Mundial, na cidade de Al-Shunah, nas margens do Mar Morto, na Jordânia, Abbas pediu a Israel para "acabar com a ocupação de nossas terras", evacuar os assentamentos e libertar prisioneiros palestinos. "Isso é o que vai trazer a paz e garantir a segurança para você e para nós", disse ele.

O líder palestino elogiou os últimos esforços de Kerry para reviver as negociações de paz com Israel, que estão paralisadas há quase três anos. "Recentemente, temos visto ações concretas e tentativas tangíveis para reiniciar o processo de paz através dos esforços do secretário dos EUA (John) Kerry, e isso nos traz esperança", disse Abbas.

Na sexta-feira, Kerry pediu aos líderes israelenses e palestinos que tomem "decisões difíceis" para retomar as negociações ao final de sua quarta visita à região desde que assumiu o cargo, em fevereiro. "É claro que no longo prazo o status atual não é sustentável", afirmou Kerry em uma coletiva de imprensa Tel Aviv, observando que o "único caminho" para a paz é através de negociações diretas.

Uma autoridade palestina em Ramallah disse à agência France-Presse (AFP) nessa terça-feira que Abbas se reunirá com o rei da Jordânia, Abdullah II, Kerry e alguns ministros das Relações Exteriores europeus, em um encontro à margem do fórum. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
PalestinaIsraelacordo de paz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.