Para resolver conflito na Síria há somente uma ‘solução política’, diz papa Francisco

Pontífice afirmou que ‘comunidade internacional deve apoiar as conversas de paz para construir um governo de união nacional’

O Estado de S.Paulo

05 Julho 2016 | 09h11

CIDADE DO VATICANO - O papa Francisco afirmou nesta terça-feira, 5, que para o conflito da Síria, "que já entrou em seu quinto ano", só existe uma "solução política" e denunciou que a vítima é "o povo sírio".

Em um vídeo divulgado nesta terça-feira, o pontífice declarou que "todo mundo deve reconhecer que não existe uma solução militar para a Síria: só uma política". "Portanto, a comunidade internacional deve apoiar as conversas de paz para construir um governo de união nacional", declarou Francisco.

"Unamos forças, a todos os níveis, para assegurar que a paz seja possível na amada Síria", disse o papa, que acrescentou ainda que o povo sírio é "obrigado a sobreviver sob as bombas ou buscando vias de deslocamento para outros países ou áreas da Síria menos assoladas pela guerra".

"Também penso nas comunidades cristãs, às quais mando todo meu apoio, em razão da discriminação que têm que suportar", afirmou.

Francisco se manifestou em uma mensagem enviada em razão de uma campanha promovida pela organização católica Cáritas Internacional com o lema "Síria, a paz é possível". /EFE

Mais conteúdo sobre:
Papa Francisco Refugiado Imigração Síria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.