Para serviço secreto, país está sob ameaça

O chefe do serviço secreto francês, Bernard Squarcini, afirmou que "a França está sob uma ameaça terrorista considerável", em declarações ao jornal Le Monde. Há uma semana, Squarcini já tinha dito ao Le Journal du Dimanche que a ameaça de atentado à França "nunca tinha sido tão grande" . Após a fracassada incursão no Saara para tentar libertar um francês, militantes alertaram o presidente Nicolas Sarkozy que ele havia aberto "a porta do horror" para a França.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.