Para Síria e Líbano, solução deve incluir retirada israelense

Os presidentes de Síria e Líbano anunciaramhoje, que qualquer solução do conflito do Oriente Médio deveincluir uma retirada israelense dos territórios árabes ocupadose permitir o retorno dos refugiados palestinos. O comunicado foi feito após a reunião entre o presidenteBashar Assad, da Síria, e Emile Lahud, do Líbano. Ambos se recusaram a comentar a proposta de paz saudita, queprevê a normalização das relações entre todos os países árabes eo Estado judeu. Se Israel desocupar o território árabe que conquistou naGuerra dos Seis Dias, em 1967, os dois presidentes decidiramadiar até a reunião de cúpula árabe - a ser realizada em Beiruteentre os dias 27 e 28 de março - qualquer tipo de declaração oucomentaário a respeito da proposta saudita. "Os dois presidentes decidiram de comum acordo que a reuniãoda cúpula árabe será a ocasião para discutir todos os temas queestão sobre a mesa, com o objetivo de adotar ações destinadas afomentar a solidariedade árabe e a firmeza dos palestinos", dizo comunicado. Saleh Nouredine, editor do jornal As-Safir, de Beirute, disseque a visita de Assad - a primeira realizada por um presidenteao país em 28 anos e a primeira a Beirute em 55 anos - tinha afinalidade de conseguir um acordo com as autoridades libanesaspara estudar a postura a ser adotada na reunião de cúpula emrelação ao plano de paz saudita. Os dois líderes reafirmaram seu apoio à causa palestina contraa ocupação israelense e denunciaram o que classificaram de"política sangrenta e agressiva" de Israel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.